A presença do subconsciente em Alice no país das maravilhas

Lewis Carroll foi um matemático, romancista, desenhista, fabulista, poeta, escritor, fotógrafo, diácono e professor de inglês. Nasceu em 27 de janeiro de 1832, e faleceu aos 65 anos, em 14 de janeiro de 1898, na Inglaterra.

Patrick Monteiro

Capa do Livro: Alice no Pais das MaravilhasAlice no País das Maravilhas foi escrito por Lewis Carrol sob pseudônimo de Charles Dodgson, professor de matemática da universidade de Oxford. É através do meio acadêmico onde ele conhece o diretor e, particularmente, as três filhas do diretor. Charles desenvolve uma grande interação com as meninas e passa-lhes a contar histórias. Alice, uma das três meninas, tem a sua predileção e torna-se protagonista de uma de suas histórias: Alice no País das Maravilhas. Antes de ser publicada e difundida pelo mundo inteiro é das mãos da Alice real que a história recebe aprovação.

O livro conta a história de uma menina que por curiosidade segue um coelho que observa correndo de paletó. Ela o segue e cai num buraco por onde passa por inúmeras situações fantásticas, antes mesmo de entrar no País das Maravilhas. Depois de uma queda vertiginosa, encontra uma chave e após inúmeras tentativas abre uma minúscula porta. Sofre mudanças bruscas de tamanho, graças a uns pedaços de cogumelos mágicos.

Dentro do País das Maravilhas vê diversos personagens que representam o onírico e o subconsciente. Numa época marcada pelos estudos psicanalíticos e pesquisas a respeito dos sonhos por Freud Lewis explora esta temática através de um rato espadachim, um chapeleiro louco, que sempre está esperando alguém para tomar um chá, um gato misterioso, que tem o dom de desaparecer e reaparecer, uma lagarta filósofa, uma terrível e inescrupulosa rainha de copas, que sempre planeja cortar a cabeça de seus desafetos, entre outros, dos quais racionalmente não teriam explicação, mas são inteligíveis no campo do subconsciente.

————————————————

Patrick Monteiro é formado em literatura. É autor de “Os viajantes” (https://clubedeautores.com.br/livro/os-viajantes-2) e da web novela “Sonho americano” (https://www.youtube.com/c/AVNovelas/community).


100 Leitores

Envie para:

3 thoughts on “A presença do subconsciente em Alice no país das maravilhas

  • 04/04/2021 em 11:54
    Permalink

    Texto bem simples de ler. Gostei deste autor, ele é simples e claro.

    Resposta
  • 04/04/2021 em 11:57
    Permalink

    Acho que esta resenha está fraquinha. O autor deveria se especializar mais e se aprofundar nas questões levantadas. Parece uma resenha de livros da Amazon. Gostaria de ver um artigo mais profundo sobre o assunto, que parece que o autor domina e gosta.

    Resposta
  • 04/04/2021 em 14:03
    Permalink

    Que interessante! Gostei da pequena resenha! Parabéns ao autor.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.